Arquivo | JIZ na Cabeceira RSS for this section

JIZ na Cabeceira

Livro: Painéis da Obsessão

Autor: Manoel Philomeno de Miranda

Psicografia: Divaldo Franco

Editora: LEAL


O livro faz uma abordagem à luz da Doutrina Espírita do fenômeno da Obsessão, estudando casos num sanatório para tuberculosos no Estado de São Paulo. O espírito Manoel Philomeno de Miranda analisa as implicações das enfermidades espirituais no corpo físico e o processo de resgate do espírito encarnado, ressaltando a importância do trabalho no bem, da fé, da vigilância e da oração constantes a fim de que não venhamos a abrir brechas para as influências dos espíritos sofredores.

Ele, juntamente a um grupo de mentores espirituais, auxilia os convalescentes da clínica, bem como os desencarnantes através de oração e trabalho ativo pelo próximo. Também conta a história de um jovem casal espírita, Argos e Áurea, no enfrentamento da moléstia física e do transtorno espiritual.

Uma leitura extremamente instrutiva, proveitosa, e fácil, mesmo que o texto seja rebuscado em alguns aspectos.

Anúncios

Jiz na cabeceira

    

 

 

Missionários da Luz, terceiro livro da série, composto de 20 capítulos, aborda a fascinante questão da mediunidade humana.

 Logo de início, André Luiz tem a oportunidade de examinar detalhadamente a mente de um médium psicógrafo, com o auxílio magnético de Alexandre.

Uma obra mais complexa e profunda traz estudo detalhado sobre a epífise, a glândula da vida mental. Assinala também tópicos generosos sobre trabalhos intercessores, além de interessante narrativa acerca do intenso intercâmbio mantido entre encarnados e desencarnado, durante o repouso do corpo físico.

O livro traz ainda um capítulo especial sobre o processo reencarnatório, narrando, em minúcias, todo a preparação, minituarização do perispírito e todo o compromisso assumido por todos os atores envolvidos nessa cena (pais e espírito reencarnante). Vale a pena ser lido.

Jiz na cabeceira

Há 2000 Anos  – Chico Xavier (Emmanuel)

É o primeiro romance histórico espírita psicografado por Chico Xavier. Quem curte história romana não pode deixar de mergulhar na leitura deste clássico que narra a vida de – ninguém menos que – Emmanuel quando encarnado como o Senador Romano Públius Lentulus (descendente da respeitável “gens Cornelia”.)

Além da chance do contato com os costumes da época, neste enredo pode-se tanto provar das artimanhas políticas quanto experimentar uma nova forma de se ver o início do cristianismo (que surge exatamente na época do livro).

Levado a buscar novos ares para aliviar as dores de uma doença que acomete a filha, Emmanuel/Publius se desloca para províncias mais distantes dentro do Império Romano (que à época se expandia por todo o redor do Mediterrâneo, razão pela qual o chamavam de “Mare Nostrum”). É numa dessas viagens em busca de climas mais tropicais que ele se depara com singular figura, – o próprio Jesus. Daí um dos pontos mais interessantes do livro, a visão romana de Cristo (um novo viés para que está acostumado somente com a Bíblia).

Anos depois, mais precisamente 50, Emmanuel reencarna para se depurar da vida de senador, mas essa já é uma outra história (esperamos não fazê-los esperar todo esse tempo até postarmos algo sobre ela!)

Segue abaixo, para quem interessar, o link com o livro digitalizado

http://www.meditacaoecaridade.com.br/files/anos_br.pdf

JIZ na Cabeceira

Livro: Renúncia

Autor Espiritual: Emmanuel

Psicografia: Francisco Cândio Xaiver

Resumo: O livro conta a história de Alcíone, espírito evoluído dos círculos de Sírius, que decide reencarnar na Terra ao lado de Pólux, seu companheiro em encarnações anteriores e por quem ela intercede no plano espiritual.

Alcíone reencarna na França e passa parte de sua vida na Espanha. Nesses locais, enfrenta diversas provações e situações que exigem a renúncia e o sacrifício em prol do próximo, seja ele um ente familiar ou qualquer um que passasse por sua vida.

O livro fala de desafios pessoais e conflitos familiares, dá um relato histórico de cenas acontecidas na França durante a epidemia de varíola que atingiu o país no reinado de Luís XIV. Serve de alerta para as tentações da matéria e de exemplo do que um coração disposto a amar ao próximo é capaz de fazer.

Um livro que vale a pena ler e se apaixonar.