Arquivo | Espiritismo no dia-a-dia RSS for this section

Espiritismo no dia-a-dia

Casal acreditava em casamento ‘até que a  morte os separasse’, disse filho

Casados há 72 anos, americanos morrem de mãos dadas

Casal sofreu acidente de carro há uma semana e permaneceu junto até os
momentos finais

estadao.com.br

DES MOINES – Um casal de idosos casados há 72 anos morreu de mãos dadas nesta  quarta-feira, 19, em Des Moines, cidade do Estado americano de Iowa, informa o  site do grupo MSNBC. Os dois americanos haviam sofrido um acidente de carro no  último dia 12.

Norma Stock, 90, e Gordon Yeager, 94, morreram de mãos dadas na unidade de tratamento intensivo do hospital, disse um dos quatro filhos do casal. O intervalo de morte entre os dois foi de apenas 70 minutos. “Eles acreditavam no casamento ‘até que a morte os separasse'”, disse Dennis Yeagar.

O filho do casal afirmou à televisão local que seus pais nunca gostaram de ficar separados desde o casamento – em 26 de maio de 1939. A família, porém, ficou feliz em saber que os dois passaram seus últimos momentos juntos. “Eles foram colocados no mesmo quarto de tratamento intensivo e estavam de mãos dadas”, disse Dennis.

Gordon morreu às 15h38 locais, cercado pelos parentes. Ele havia parado de respirar, mas o monitor mostrava batimentos cardíacos. A enfermeira responsável pelo casal, porém, explicou aos filhos que a pulsação do coração de Norma refletia no corpo do marido, justamente pelo fato de estarem de mãos dadas. Pouco mais de uma hora depois, a americana não resistiu.

“Nenhum dos dois ia querer ter ficado sem o outro. Não consigo pensar se isso aconteceria”, disse Donna, outra filha do casal. “Honestamente, fomos abençoados que eles puderam partir desta forma”, completou.

A Doutrina Explica

Não separeis o que Deus juntou, já está escrito no Evangelho. Quando duas almas se ligam pelo amor verdadeiro, as dificuldades da vida são incapazes de separá-las. No mesmo Evangelho Segundo o Espiritismo temos a passagem “parentela corporal e parentela espiritual”. A primeira baseia-se apenas nos laços da consanguinidade e pode extinguir-se quando desencarnamos. A segunda, pelo contrário, resiste à morte, porque é sedimentada nos laços de afeição mútuos.

Anúncios

Espiritismo no dia-a-dia

Diz a Doutrina Espírita que de quando em vez são encaminhados ao mundo espíritos missionários para fazer com que a Humanide dê saltos nas diversas áreas: conhecimento científico, medicina, artes, caridade. Cada um no seu quadrado (como diz a música) contribui para isso. Ontem, 5 de outubro, um dos gênios impulsionadores da humanidade se foi. Não podemos dizer do lado moral, mas, intelectuamente, ele ajudou a construir um mundo novo.com: Steve Jobs.

Jiz posta esse discurso para os formandos da Universidade de Standford, em 2005. O vídeo tem o discurso na íntegra, mas selecionamos abaixo alguns pontos (ou ensinamentos) que consideramos relevantes. Enjoy it!

De novo, você não consegue conectar os fatos olhando para frente. Você só os conecta quando olha para trás. Então tem que acreditar que, de alguma forma, eles vão se conectar no futuro. Você tem que acreditar em alguma coisa – sua garra, destino, vida, karma ou o que quer que seja. Essa maneira de encarar a vida nunca me decepcionou e tem feito toda a diferença para mim.

De novo, você não consegue conectar os fatos olhando para frente. Você só os conecta quando olha para trás. Então tem que acreditar que, de alguma forma, eles vão se conectar no futuro. Você tem que acreditar em alguma coisa – sua garra, destino, vida, karma ou o que quer que seja. Essa maneira de encarar a vida nunca me decepcionou e tem feito toda a diferença para mim.

Não perca a fé. Estou convencido de que a única coisa que me permitiu seguir adiante foi o meu amor pelo que fazia. Você tem que descobrir o que você ama. Isso é verdadeiro tanto para o seu trabalho quanto para com as pessoas que você ama.

Seu trabalho vai preencher uma parte grande da sua vida, e a única maneira de ficar realmente satisfeito é fazer o que você acredita ser um ótimo trabalho. E a única maneira de fazer um excelente trabalho é amar o que você faz.

Se você ainda não encontrou o que é, continue procurando. Não sossegue. Assim como todos os assuntos do coração, você saberá quando encontrar

A morte é muito provavelmente a principal invenção da vida. É o agente de mudança da vida. Ela limpa o velho para abrir caminho para o novo.

Espiritismo no dia-a-dia

 

 

Manifesto contra o ensino do criacionismo PDF Imprimir E-mail
20-Set-2011
O GLOBO – CIÊNCIA

Carta é assinada por 30 cientistas, entre eles Richard Dawkins

LONDRES. Um grupo de 30 dos mais proeminentes cientistas, entre eles Richard Dawkins e David Attenborough, assinou uma petição defendendo a ideia de que a Teoria da Evolução, de Charles Darwin, deve ser ensinada às crianças a partir dos cinco anos. Em carta ao governo britânico o grupo pede o combate as aulas de criacionismo nas escolas. O ensino do criacionismo e do design inteligente nas aulas de ciência, como se fossem teorias científicas, vem ganhando defensores e causando polêmica em todo o mundo.

Embora o ensino da Teoria da Evolução não seja compulsório nas escolas primárias do Reino Unido, muitas já ensinam alguns de seus aspectos nas aulas. A proposta de colocar a Evolução no currículo nacional foi aceita pelo governo anterior, mas derrubada no ano passado e, atualmente, está sendo revista pelo Ministério da Educação.

A crença religiosa segundo a qual a Humanidade, a vida e o próprio planeta Terra teriam sido criados por Deus em seis dias vem alimentando polêmica em diversos países nos últimos anos desde que ganhou novas roupagens, como o chamado design inteligente, e ampliou sua popularidade. A polêmica tomou os Estados Unidos e o Reino Unido. O biólogo Richard Dawkins, da Universidade de Oxford, acabou se tornando uma das principais vozes em defesa do evolucionismo de Charles Darwin.

Evolucionismo deve ser ensinado desde os 5 anos

A petição do governo britânico sustenta que embora o criacionismo e o design inteligente não sejam teorias científicas, eles são apresentados como se o fossem por “fundamentalistas religiosos” que tentam promover suas visões de mundo em escolas financiadas com verbas públicas.

A petição também defende o ensino da Teoria da Evolução desde o pré- primário, como parte obrigatória do currículo mínimo exigido das escolas. A teoria científica de Darwin, internacionalmente aceita, sustenta que todos os seres vivos se desenvolveram a partir de organismos primitivos por meio de mutações genéticas aleatórias e de um processo chamado de seleção natural – em que as espécies mais bem adaptadas sobrevivem.

O documento assinado pelos cientistas ressalva o fato de que algumas organizações religiosas estão conseguindo incluir nas aulas de ciência sobre evolução ensinamentos sobre o design inteligente – como se ambos fossem teorias científicas equivalentes – e pede ao governo que interfira.

O governo já havia dito que não aceitaria propostas de o ensino do criacionismo integrar o currículo escolar de ciência, nem mesmo como alternativa a teorias científicas.

“A Evolução é uma explicação para a existência verdadeiramente satisfatória e completa; eu suspeito que isso seja algo que uma criança pode apreciar desde muito nova”, escreveu Dawkins em texto publicado no “Times”. Ele escreveu ainda que a Evolução poderia ser ensinada de forma “mais simples de ser entendida do que os mitos”. Isso porque, acrescentou, “mitos deixam várias perguntas sem resposta ou acabam por levantar mais questões do que as explicam.”

 

A Doutrina Explica

No Espiritismo, não existe essa dicotomia criacionismo x evolucionismo. À luz da Doutrina Espírita, Deus é inteligência suprema, causa primária de todas as coisas. A partir daí, desse processo criativo, as espécies vão se desenvolvendo, com base na matriz inicial, evoluindo pelos diversos reinos, até tornarem-se espíritos puros. Logo, para os Espíritas, há o criacionismo e o evolucionismo.

Espiritismo na mídia

‘Chico Xavier’ vira desenho para a TV

Foi aprovado pela Ancine o orçamento de R$ 500 mil para a série animada para a TV “As aventuras de Chico Xavier”. É uma versão do filme, com passagens reais da infância do médium, mas, segundo seus produtores, a Lighthouse SP e a mineira Big Jack Studios, sem apelo religioso.
…E mais
A ideia de “As aventuras de Chico Xavier” é “apresentar ao público infantil os exemplos de cidadania, amor ao próximo e convívio fraterno deixados por este grande brasileiro”. A estreia será na TV paga.

Espiritismo no dia-a-dia

Kyra Gracie: muito além de apenas uma musa do jiu-jitsu

Gustavo Loio (esporteglb@oglobo.com.br)

RIO – Se fosse vivo, Hélio Gracie, o precursor do jiu-jitsu no Brasil, teria, certamente, muito orgulho da única mulher faixa-preta da família: Kyra. Não ‘apenas’ pelo pentacampeonato mundial, o penta pan-americano, o hexa brasileiro, ou por ela ser considerada a musa dessa modalidade no país. Aos 26 anos, essa carioca, da quarta geração da família Gracie, vai muito além das atribuições acima. E a solidariedade é uma das suas maiores armas.

VÍDEO: Kyra treinando com as crianças

FOTOGALERIA: Veja mais fotos de Kyra com as crianças no registro de Jorge William

PERFIL: Fã de música sertaneja e criadora do quimono rosa

Que o digam os 150 alunos do projeto social que ela criou há três anos, em parceria com o empresário Bruno Neves, na Fundação Frei Gaspar, em Vargem Grande. No Kapacidade, Kyra, com a ajuda dos professores Aldir Carvalho e Leonardo de Souza, ensina o esporte a crianças e jovens de comunidades carentes, dos 4 aos 17 anos. O jud�? é outra modalidade ensinada na ONG, que tem até fila de espera. Novos alunos, agora, só em 2012.

– O projeto, na verdade, vale mais que todas as minhas medalhas. Chegar aqui e receber um abraço, um carinho, ver os pais mais felizes porque eles melhoraram na escola, isso não tem preço – comenta a pentacampeã mundial.

O sorriso estampado no rosto de Kyra durante as aulas comprova isso. E apesar de ter alguns alunos se destacando em competições estaduais, ‘tia’ Kyra, como é carinhosamente chamada, garante que essa não é a maior meta do Kapacidade.

– Meu objetivo principal não é formar campeões de jiu-jitsu, mas vencedores em qualquer atividade, ver a mudança deles fora do tatame. Podem ser advogados, médicos, quero que eles vivenciem isso em qualquer escolha na vida – comenta a faixa-preta.

As aulas do projeto acontecem de segunda à sexta-feira, das 9h40m às 16h. Quando algum compromisso inadiável a impede de estar no projeto, ‘tia’ Kyra faz o possível para repor as aulas aos sábados.

O início do projeto

– Às vezes é difícil estar aqui, principalmente quando estou na reta final para disputar uma competição. Tem gente que me questiona: ‘P�?, Kyra, você perde um dia inteiro para dar aula’. Respondo: ‘não perco um dia, eu ganho um dia’. Às vezes, é o que me dá mais forças. Aqui você começa a dar valor ao que realmente importa.

Kyra lembra com carinho de como tudo começou:

– Comecei com essa ideia ao dar aulas em Vargem Grande, em 2007, numa casa chamada família Santa Clara. Esse era um lugar que eu sempre ajudava no Natal e no Dia das Crianças. Lá em casa sempre fomos incentivados a fazer essas ações.

No ano seguinte, após uma temporada em Nova York, a lutadora voltou a morar no Rio e viu que era hora de começar o projeto.

Maycon seguindo os passos da ‘tia’ Kyra

– Voltei a dar aula em Vargem Grande e o Bruno tinha este espaço e a gente resolveu abrir aqui também. Foi quando nos juntamos e fundamos o Instituto Kapacidade. Oficialmente o projeto começou há um ano.

Morador de uma comunidade próxima ao projeto, o pequeno Maicon Borges da Conceição, de 9 anos, é um dos xodós da professora Kyra.

Faixa amarela, Maicon faz parte do Kapacidade praticamente desde o início.

– Gosto muito de lutar. E quando crescer, quero vencer como a ‘tia’ Kyra.

Há poucos meses, ao levar Maicon até a comunidade onde mora, após uma competição, Kyra não se conteve, ao perguntar ao pequeno campeão onde ele dormia.

– O Maicon me respondeu: ‘Meu irmão dorme aqui na sala, no sofá. Eu durmo naquele saco plástico, no chão’. Na mesma hora, liguei para o Bruno Neves e compramos a cama para o Maicon – recorda.

A pentacampeã mundial é só elogios ao aluno:

– Ele é super dedicado, tem um talento enorme. Com certeza o jiu-jitsu poderá levá-lo a outro patamar, vai poder conhecer o mundo, ajudar a família.

Para participar do Kapacidade, é preciso estar matriculado em escola pública. Como a maioria dos participantes do projeto, Maicon é aluno da Escola Municipal Frei Gaspar, onde cursa o terceiro ano.

Apesar da dedicação ao Kapacidade, Kyra segue competindo. E o próximo compromisso é o Torneio de Abu Dabi, em Londres, que foi criado por um sheik árabe e tem etapas ao redor do mundo.

ESPIRITISMO NO DIA-A-DIA

É possível praticarmos a solidariedade em qualquer atividade de nosso cotidiano. Lembremos da Parábola dos Talentos, na qual Jesus nos ensina a multiplicar os talentos que temos, independentes de quais sejam eles.

Espiritismo no dia-a-dia

Macaco rouba câmera de fotógrafo e faz um autorretrato ‘sorridente’

Primata roubou equipamento de David Slater e, curioso, começou a clicar.
Caso ocorreu em parque nacional na ilha de Sulawesi, na Indonésia.

Do G1, em São Paulo

Macaco da ilha de Sulawesi roubou a câmera e fez seu próprio retrato (Foto: Wild Monkey/David Slater/Caters News)
Macaco da ilha de Sulawesi roubou a câmera e fez seu próprio retrato (Foto: Macaco selvagem/David Slater/Caters News)

Um fotógrafo se surpreendeu com as imagens feitas por um macaco da espécie Macaca nigra, que roubou sua câmera e acabou fazendo um “sorridente” autorretrato em um pequeno parque nacional na ilha de Sulawesi, na Indonésia.

David Slater contou que o primata começou a investigar o equipamento e se fascinou com seu reflexo na lente antes de começar a disparar cliques sem perceber, inclusive o curioso retrato acima.

A imagem está perfeitamente centralizada, apesar de fora do eixo – como é comum ocorrer inclusive entre humanos que tentam posar para a própria câmera. Alguns sites divulgaram a foto com o eixo corrigido, o que dá um ar ainda mais profissional ao primata.

Espiritismo no dia-a-dia

O Livro dos Espíritos

604 a A inteligência é, assim, uma propriedade comum, um ponto de contato entre a alma dos animais e a do homem?

Os animais têm apenas a inteligência da vida material; para o homem, a inteligência produz a manifestação da vida moral.

Espiritismo no dia-a-dia

Bebê de dois meses que fala surpreende camponeses na Nicarágua

Um bebê de dois meses deixou seus pais espantados quando, depois de tomar leite, pronunciou as primeiras palavras em uma comunidade camponesa da Nicarágua, revelou a imprensa nesta quarta-feira.

“A primeira palavra que falou foi para mim; disse mamãe”, relatou Isabel Mendoza ao El Nuevo Diario.

“As palavras que disse foram mamãe, papai, ‘pipe’ (menino)”, afirmou a mulher.

O pai, Antony Huete, contou que seu filho, que possui o mesmo nome dele, pediu-lhe uma vez “água, água”.

A avó materna do menino, Rosa Álvarez, contou que no início não dava crédito a esta história, até que ouviu o bebê dizer “água”.

“Pediu água ao pai”, relatou.

O caso insólito ocorreu na comunidade de El Palmar, no município costeiro de Tola, departamento de Rivas, perto da fronteira com a Costa Rica.

O jornal afirmou que alguns moradores temem que isto seja um sinal de que o fim do mundo se aproxima.

“Estou um pouco confusa, porque o pastor diz que é normal, mas eu digo que é um sinal do fim dos tempos”, afirmou Enriqueta Mendoza, uma das vizinhas do casal.

“É algo inacreditável, assombroso, nunca visto”, expressou, por sua vez, José del Carmen Pérez, que afirmou que o bebê se comporta de modo estranho e “olha feio para as pessoas”.

“A Bíblia fala que nos últimos tempos veríamos coisas que jamais acreditaríamos”, disse o pastor evangélico da aldeia, Saúl Gutiérrez.

A DOUTRINA EXPLICA

O Planeta vive um momento de transição com o nascimento de uma série de espíritos com características especiais, como as chamadas crianças índigo e cristal. Não há dados precisos para dizer se são espíritos mais evoluídos moralmente mas, como certeza, têm um lado intelectual mais aprimorado, o que pode auxiliar a ´queimar´ etapas do desenvolvimento em relação às demais crianças.