Arquivo | Congresso Espírita Mundial RSS for this section

Congresso Espírita Mundial

4a Conferência de segunda-feira

A palestrante Maria de la Gracia Ender, médica brasileira radicada há trinta anos no Panamá, versou sobre “A Caridade na Visão Espírita”. Ela, desde o início de sua palestra, fez questão de lembrar a todos que o lema do Espiritismo é: “Fora da Caridade Não Há Salvação”, trazendo a mente daqueles que a escutavam a importância de colocar o amor em movimento (como dito no Evangelho), ou seja, praticar a caridade.

Tocando no ponto que caridade e humildade são as rivais do egoísmo e do orgulho, ou seja, são os elementos de que devemos dispor para combater as nossas imprefeições e progredir na seara da perfeição. Assim, devemos aprender a praticá-las a fim de nos tornarmos embaixadores da luz de Deus na Terra.

A conferencista ressaltou que apesar de difícil, a tarefa de amar é possível a todos e deve ser exercitada na medida em que conseguimos, para um dia chegarmos ao ponto do amor incondicional ao nosso próximo, seja ele quem for. E que, para compreendermos e chegarmos realmente a Deus, devemos amar aos nossos semelhantes – assim como dito por Jesus – e também aprender a nos entender, compreendendo as nossas dificuldades para podermos progredir a cada dia mais.

Ela, assim como Tabueña havia feito mais cedo, ressaltou a pergunta 625 de o Livro dos Espíritos: “Qual é o tipo mais perfeito que Deus ofereceu ao homem para lhe servir de guia e modelo? R: Jesus.” Para com isso lembrar que o homem já tem o guia a seguir, da conduta de bem e amor ao próximo e que para isso basta termos a fé e a caridade tais quais descritas por Paulo em sua 1a Epístola aos Coríntios 13.

O Espiritismo nos dá ferramentas para desenvolvermos a nossa fé e o motivo de exercermos a caridade, todavia, devemos burilar o nosso ser, apagando as cicatrizes presentes em nossa alma e oriundas de imperfeições e falhas do passado. E, quando inserirmos Deus em nossa situação de tormentos, começaremos a encontrar a nossa oportunidade de servir ao mundo, ao substituirmos o “eu” pelo próximo, conforme feito por Madre Teresa de Calcutá, Francisco de Assis e Jesus.

Para isso, temos um laboratório inigulável, que reside nas nossas experiências diárias, no qual o amor deve ser exercitado na suas mais tenras e sinceras tentativas. Desse modo, o progresso da alma se dará com o auxílio constante ao nosso próximo, com o exercício pleno da caridade.

 

Ao final, por suas palavras, que tocaram os corações dos presentes e emocionaram muitos dos congressistas, a palestrante foi aplaudida de pé pelo público presente.

 

 

 

 

Por Davi Marco Lyra Leite

Anúncios

Congresso Espírita Mundial

Conferência de Fabio Ricardo Villarga Benavides,espiritista colombiano que versou sobre o tema: “Espiritismo: fonte de esclarecimento e consolação.”

Em sua palestra, Fabio deu exemplos de como a codificação espírita, já em sua essência, vem nos trazer uma mensagem de esclarecimento e consolação. O Livro dos Espíritos, obra primeira do pentateuco Kardequiano, tem uma conexão total com a codificação ao trazer, de forma mais sucinta as mensagens contidas em cada uma das outras obras básicas e além de textos melhor explorados em “O que é o Espiritismo”.

Ele tratou de uma divisão que temporal que se pode considerar existente durante a cronologia do ensino e a prática espírita, chamando os primeiros anos da Doutrina, entre 1857 e 1930, do período filosófico-científico da revelação espírita – no qual foram realizados mais experimentos no campo prático-mediúnico a fim de se reafirmar os princípios estabelecidos pelo trabalho do codificador, bem como fornecer mais material que subsidiria a prática espírita. O segundo período, entre 1930 e 2000, foi a fase filosófico-prática, em que se deixou um pouco de lado o experimentalismo e a busca pelo aspecto científico e passou-se à etapa de prática da caridade, desenvolvimento de atividades sociais e, principalmente, de esclarecimento mais aprofundado àqueles necessidados do pão espiritual. Por último, segundo o expositor, estamos vivendo na fase de interiorização espírita, na qual se faz necessário cada vez mais o processo de enfrentarmos as nossas imperfeições a fim de nos colocar a serviço do movimento de impregnar as pessoas a nossa volta com o desejo e a esperança de melhoria.

Assim, através do ensino espírita podemos nos esclarecer e esclarecer ao nosso próximo com o intuito de salvar vidas e evitar que novas mazelas tomem conta da humanidade. Também temos o dever de consolar e auxiliar o nosso próximo, devemos defender a vida e dizer: Não ao Aborto, Não ao Suicídio, Não à Violência e Não à Eutanásia.

Pois em todas as situações que se apresentem o espiritismo esclarece ao nos dar uma razão para aqueles fatos e consola ao mostrar que o futuro nos reserva a melhoria do que passamos de difícil por agora, desde que nesse sentido atuemos. Desse modo, todo o espírita tem o compromisso de esclarecer a si mesmo e ao seu próximo.

Lembrando sempre que uma coisa é saber da imortalidade da alma – como todos os que já tiveram contato com as filosofias espiritualistas sabem -, outra, bem diferente, é trabalhar e lidar bem com ela, respeitando a vida e construindo um futuro de paz. Devemos, portanto, aprender a amar a Deus sobre todas as coisas e ao nosso próximo como a nós mesmos, tal qual nos disse Jesus.

 

 

 

 

Por Davi Marco Lyra Leite

Congresso Espírita Mundial

Acompanhe ao vivo a transmissão das palestras e conferências do 6o Congresso Espírita Mundial através da TVCEI:

http://www.tvcei.com

Ressalta-se que todas as palestras estão sendo transmitidas no áudio original, sendo algumas delas em espanhol, inglês ou francês.

Congresso Espírita Mundial

2ª Conferência da manhã de segunda-feira

Palestrante: Alfredo Tabueña

Membro do Centro Espírita Amalia Domingos Soler de Barcelona, na Catalunha, expôs o tema “A Lei de Causa e Efeito, Segundo o Espiritismo”. Ele, durante a sua exposição, nos passa a mensagem de que a lei de Causa e Efeito é uma ferramenta do progresso, fazendo parte das leis divinas das quais o homem tem conhecimento em sua consciência – como nos é dito no livro dos espíritos.

O ser humano, espírito, princípio inteligente individualizado e evoluído do princípio espiritual que passou pelos diversos reinos da criação, e desse modo adquiriu aprendizados a serem utilizados em seu progresso – tal qual também ocorre em cada nova oportunidade reencarnatória.

Ele ressalta sempre que a lei de Causa e efeito é baseada na justiça divina, e se acompanha sempre da bondade e misericórdia do Criador, que nos brinda novas oportunidades de aprender, de nos corrigir e de progredir. A reencarnação, desse modo, atua como a bênção de Deus para nos corrigirmos utilizando a semente de conhecimento adquirida nas vidas anteriores e que está presente em nosso ser.

Relembra a célebre frase: “Deus nos concedeu o livre arbítrio, mas nós que criamos as nossas fatalidades” e a fala de Léon Dennis: “o amanhã é o resultado de hoje.”

Assim, devemos trabalhar na medida do possível para alterar os efeitos cujas causas nós criamos no passado. Desse modo, surge o Espiritismo ao nos:

  • Educar e esclarecer de forma clara e lógica;
  • Abrir novos horizontes e estimular o pensamento;
  • Mostrar a nossa origem e natureza espiritual
  • Conscientizar da vida imortal do espírito
  • Propor condutas morais elevadas
  • Responsabilizar por nossas ações

Tendo como base os nossos conhecimentos do espiritismo, temos o dever de extrair uma consciência adequada do que vai nos acontecer e desse modo provocar uma revolução moral no nosso comportamento. Lembrando que, como dito por Manoel Philomeno de Miranda, podemos fazer o que quisermos, usando o nosso livre arbítrio, todavia logo termos que sofrer as conseqüências de nossas próprias atitudes. E o grande ensinamento que fica nos vem de Jesus, exemplo e modelo para humanidade em todas as suas épocas: “a cada um será dado segundo suas obras. Faça ao próximo o que queres que se faça a ti”.

 

 

 

 

Por Davi Marco Lyra Leite

Congresso Espírita Mundial

1a Conferência da segunda-feira na parte da manhã

Palestrante Dr. Sérgio Felipe

Tema: Médiuns e Mediunidade

Pesquisador na área de mediunidade, o Dr. Sérgio Felipe, conferencista brasileiro, ministrou uma linda palestra sobre a mediunidade e a atividade cristã, levando à melhoria e ao progresso do ser. Ele falou da “nova descoberta” sobre a mediunidade, do tema estar agora sendo levado para pessoas leigas e, muitas vezes, ignorantes em relação ao espiritismo e o que isso tem provocado de mudanças.

Abordou também a necessidade de uma relação maior entre a medicina e a temática mediunidade, ou seja, que os transtornos físico-psicológicos que muitas vezes são observados têm a sua causa direta em desequilíbrios espirituais que também devem ser tratados e que, quando a medicina atingir o nível de abordar as duas temáticas como uma só, mistérios até hoje existentes no campo da psiquiatria poderão ser facilmente resolvidos, como se dá no caso da epilepsia, da esquizofrenia.

Assim, o dia em que a ciência e a religião, medicina e espiritualidade, finalmente caminharem juntas, cada qual tratando do seu nicho – pois se existe a medicina é por que nem todas as enfermidades do corpo devem ser tratadas com somente a abordagem espiritual -, então encontraremos o caminho para a solução de muitos problemas até hoje incuráveis.

E, desse modo, com a alma e o corpo sãos, o ser humano poderá continuar a sua caminhada de progresso.

 

 

 

 

Por Davi Marco Lyra Leite

1a Feira do Livro Espírita

Paralelamente às atividades do Congresso Espírita Mundial, está sendo realizada, na Feria de Valência – parque de exposições da cidade espanhola que abriga o Congresso-, a 1a Feira do Livro Espírita da Espanha.

Ela conta com diversos expositores e vários exemplares de obras espíritas em espanhol e tem sido um lugar de grande movimento, principalmente do público participante do Congresso, durante os horários de intervalo entre as atividades.

 

 

 

 

Por Davi Marco Lyra Leite

Congresso Espírita Mundial

Ao final do primeiro dia de atividades do 6o Congresso Espírita Mundial, tivemos a exibição do filme “Nosso Lar”, produção brasileira (Cinética Filmes, Midgal Filmes e Globo Filmes) em conjunto com a Fox Studios dos Estados Unidos e a Creative Creatures do Canadá. Com apoio da Federação Espírita Brasileira, que cedeu os direitos do livro para que fosse fieto o roteiro, a gravação e a divulgação dessa obra de André Luiz, psicografada por Chico Xavier.

O Filme foi exibido para um público de aproximadamente 700 pessoas, entre congressistas e trabalhadores da organização. Antes de começar a “película”, tivemos uma introdução feita pelo presidente da FEB – Sr. Nestor Masotti -, que explicou o propósito de tal trabalho e das atividades de divulgação da mensagem espírita nas telas do cinema.

Durante a sua exibição, o áudio estava em português e as legendas em espanhol. Além disso, no stand da TVCEI, montado na entrada do auditório do evento, existem cópias do filme “Chico Xavier” e o áudio-livro de “Nosso Lar” disponíveis para venda.

 

 

 

 

Por Davi Marco Lyra Leite