Congresso Espírita Mundial

Sexta conferência do dia, palestra Jean Paul Evrad, presidente da União Espírita Belga.

Trabalhou o tema “As Leis Morais”, focando na importância de seguirmos os ensinamentos de Jesus, que resumem as leis morais e dessa forma produzirmos a nossa transfomação moral a fim de sermos homens de bem.

Começou relatando a sua experiência, de que quando não conhecia o espiritismo encarava como injustiça as desigualdades que assolavam as pessoas e o mundo, assim como os desastres naturais e as catástrofes. Todavia, após o contato com as obras de Kardec, Chico Xavier, Leon Dennis e outros, passou a entender o que realmente se passa, vendo que cada um está na situação que lhe é mais necessária àquele momento. Todavia, lembrou que cada um deve auxiliar sempre aquele que estiver em dificuldade, facultando-lhe uma nova oportunidade e dando a si mesmo a chance de aprendizado única que reside na caridade.

Lembrou a diferença entre leis físicas e morais, ressaltando que ambas são lei divinas, mas trabalhou consantemente com o conceito da melhoria moral do espírito, a qual reside em seguir corretamente as leis morais de Deus, que estão gravadas permanentemente nas nossas consciências.

Durante o seu trabalho, o codificador Allan Kardec classificou as leis morais, de forma didática, visando facilitar sua compreensão. E mesmo que algumas vezes durante o estudo inicial dos livros da codificação elas não pareçam tão claras, ou não sejam tão evidentes como leis divinas (como o caso da Lei da Destruição), todas elas têm a sua origem nos princípios do Criador e a sua finalidade dirigida por Ele.

A prática das leis de Deus, em especial, a sua lei de Justiça, Amor e Caridade, é o caminho para sermos homens de bem.

O mundo chega a um momento de transição, no qual devemos nos colocara disposição de todos. Devemos dar as informações necessárias, mas principalmente, devemos ajudar aos nossos companheiros como fomos ajudados durante a nossa seara de evolução. Somente trabalhando juntos, poderemos fazer crescer a nossa humanidade.

Devemos ser espíritas em nossas atitudes quotidianas, para plantar a semente da melhoria em todos os que nos cercam e preparar o planeta para a transição que ele passa, deixando fortes sementes para cimentar as raízes das árvores da mudança e do progresso.

Preparemos o mundo que está vir, o mundo que será de amor e de paz e de contato com Deus.

 

 

 

 

Por Davi Marco Lyra Leite

Anúncios

About jizel

Blog da juventude espírita irmã Zélia

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: